Falar com o Rondi

Blog

#ÉissoFazisso #ViverdeTBT

Hashtag que está em voga nos últimos tempos. Um registro de um momento feliz que é rememorado normalmente em uma quinta-feira, como o nome mesmo propõe.

É importantíssimo, e extremamente saudável para a mente, relembrar boas coisas que fizemos, coisas que aconteceram e lugares onde estivemos, nada de errado com isso, o problema reside em permanecer lá para sempre.

No ig da @academiademudancas, esta semana, valorizamos a hashtag e reforço – sempre que possível, CONTINUE LÁ.

Oferecerei agora um outro ponto de vista.

É uma exposição na rede social e, aqui, de fato, é terra de ninguém. Não é possível traçar um panorama da vida de alguém simplesmente pelo que se apresenta no mundo virtual, mas devo dizer que essa hashtag me inspirou para te alertar de algo: SAIA URGENTE DO #TBT.

A inspiração veio de algumas pessoas que, há tempos pararam de postar atualidades, mas toda quinta-feira relembram um momento bom que ficou no passado. Não mentirei. Já são semanas avaliando as mesmas pessoas. REPITO: Isso não quer dizer ABSOLUTAMENTE NADA, mas proponho uma experiência da VIDA REAL.

O passado incrível, foi bom, mas também passou.

Compartilho contigo, duas áreas da vida que “me prenderam” em um quase eterno TBT, foi difícil sair de lá… Área 1 – Profissional. Há 12 anos, eu trabalhava em uma grande empresa, exercia, cargo de liderança, tinha carro, celular, bom salário, viajava demais e tinha muitos outros benefícios ofertados pela empresa. Fui demitido. Passei 2 anos sem querer aceitar algumas propostas de emprego, porque nenhuma se comparava ao que eu tinha anteriormente.

Área 2 – Amorosa – Namorei uma menina incrível durante quase 6 anos, mas inteligentemente, decidimos terminar. Foi o jeito. DOEU. Sentia dores físicas e pensava constantemente na impossibilidade de, depois de tanto tempo, conseguir me relacionar novamente com alguém.

Em ambos os casos, meu “TBT” era constante, e acabou virando parâmetro para a minha felicidade presente, quiçá futura.

Eu estava lá. Sempre que a vida me apresentava uma oportunidade em uma dessas áreas, eu olhava para onde estava a “felicidade” do passado.

O futuro só seria bom se eu continuasse de onde parei. No fundo, no fundo ERA MEDO. Medo de recomeçar, de ter que viver TUDO DE NOVO. Mal sabia eu que, com Deus, não existe tudo te novo, com Ele existe: “Eis que faço NOVAS TODAS AS COISAS”. (Ap 21:5). Só tinha um detalhe: Deus não encheria minhas mãos enquanto elas não estivessem vazias dos meus “TBT’s”. Soltei. Soltei mesmo.

Precisei ingressar em novos processos, sem nada nas mãos, e o resultado: Ahahaha. O resultado, faço questão que você saiba:

Área 1: Profissional. Tenho uma empresa, trabalho com a transformação permanente na vida de pessoas. Tudo que a empresa citada no início me oferecia, hoje tenho, e é meu. Posso escolher as viagens que eu faço e enquanto você está lendo isso eu posso estar na praia, posso estar em qualquer lugar, sentando, lendo um livro, correndo no meio da rua (meu hobby predileto) ou simplesmente dormindo porque passei a madrugada estudando e resolvi descansar. Entro e saio a hora que quero.

Área 2: Amorosa. Há quase 10 anos convivo com a @denisemenezesm (“ainda bem que você vive comigo, porque senão, como seria essa vida?). Ela me deu uma filha (por enquanto, e é a mulher mais sábia que eu já vi em toda a minha vida, sem contar que é LINDA). Não tenho como qualifica-la em apenas 2200 caracteres.

O que quero te dizer: HÁ UMA VIDA PARA SER VIVIDA HOJE, deixa de simplesmente viver preso(a) a um comparativo do passado.

A vida que Deus tem para você hoje, não se compara ao #TBT , por melhor que tenha sido, e nem se compara ao que vem adiante, por melhor que possa parecer.

Sabe a história de que “o vinho melhor, é servido DEPOIS? (Jo 2), pois é, É VERDADE. Mas… Só tem um detalhe: As talhas só serão enchidas do vinho novo, quando já não houver mais vinho antigo por lá.

Sai dessa.